Tóquio 2020 marca a quarta disputa das Maratonas Aquáticas nos Jogos Olímpicos e pela segunda vez consecutiva Allan do Carmo e Diogo Villarinho serão os representantes do Brasil na disputa da vaga de participação na disputa. Com a desistência do vencedor da Seletiva Nacional, Guilherme Costa, que fez a opção em seguir sua preparação focando nas provas de piscina, Allan do Carmo, vice campeão da Seletiva, e Diogo Villarinho, terceiro colocado viajarão para Setúbal em Portugal, no próximo mês, para a disputa da prova classificatória.

Allan do Carmo e Diogo Villarinho também disputaram a vaga para os Jogos do Rio 2016, na época, na disputa da prova dos 10 quilômetros do Mundial de Kazan, onde Allan ficou em nono lugar e garantiu a vaga automática. Allan é o único nadador brasileiro que já participou da prova olímpica das águas abertas presente nos Jogos de 2008 em Beijing e no Rio 2016.

Confira o histórico da disputa das classificatórias pelos nadadores brasileiros na disputa dos 10 quilômetros dos Jogos Olímpicos desde 2008:

Jogos Olímpicos de Beijing 2008 –
Na primeira classificatória, Mundial de Sevilha, em 2008, Allan do Carmo ficou em 36o lugar e Marcelo Romanelli Soares em 44o lugar. Na segunda classificatória, o Teste Evento, realizado em Beijing, Allan do Carmo ficou em 6o lugar e Marcelo Romanelli em 25o.
Na Olimpíada, Allan do Carmo terminou em 14o lugar, melhor resultado masculino da Maratona Aquática em Olimpíadas.

Jogos Olímpicos de Londres 2012 –
Na primeira classificatória, Mundial de Shanghai, em 2011, Samuel de Bona ficou na 44a colocação e Allan do Carmo em 50o. Aqui foram os piores resultados do Brasil nestas seletivas. Na Seletiva Olímpica, a prova pela primeira vez foi disputada em Setúbal, Portugal, onde Allan do Carmo ficou em 19o lugar e Lucas Kanieski em 33o. Foi a primeira, e única vez, que os homens do Brasil ficaram de fora da Maratona Aquática Olímpica.

Jogos Olímpicos do Rio 2016 –
Na primeira classificatória, Mundial de Kazan, em 2015, Allan do Carmo e Diogo Villarinho estiveram presentes e foi a primeira vez que o Brasil garantiu a vaga na primeira seletiva. Allan ficou em nono lugar ganhando a vaga antecipada. Diogo Villarinho terminou na 21a colocação.
Na Olimpíada, Allan do Carmo terminou na 17a colocação.

Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 –
Na primeira classificatória, Mundial de Gwangju, em 2019, Allan do Carmo e Victor Colonese chegaram praticamente juntos, apenas meio segundo separou os dois. Allan terminou em 33o lugar e Colonese em 35o.
Na Seletiva Nacional disputada em março deste ano em Piraí, no Rio de Janeiro, a CBDA apurou os dois nadadores para a Seletiva Olímpica com Guilherme Costa chegando em primeiro lugar, Allan do Carmo em segundo e Diogo Villarinho em terceiro. A Seletiva Olímpica inicialmente estava marcada para os dias 29 e 30 de maio em Fukuoka, no Japão, mas por conta da Pandemia acabou sendo transferida para os dias 19 e 20 de junho em Setúbal, Portugal. Por conta da mudança de datas, e conflito com a programação de piscina, Costa abriu mão da vaga e o Brasil será representado por Allan do Carmo e Diogo Villarinho.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *