– Nossa, como você gosta de natação! Nunca vi alguém que goste tanto como você!

Tal frase já foi dirigida a mim algumas vezes por amigos e conhecidos, e já vi ser endereçada também a outras pessoas. A todos, digo a mesma coisa:

– Se você acha isso, é porque não conhece Patrick Winkler.

De fato, é difícil imaginar alguém tão apaixonado pela natação quanto Patrick. Algumas pessoas adoram sentir a adrenalina da competição, outras apreciam os benefícios que o esporte traz à saúde. Existem aqueles que são estudiosos do esporte e adoram ficar por dentro das histórias e dos últimos acontecimentos. Também há os que utilizam a natação como estilo de vida para socializar, viajar e trocar experiências. E por fim existe a categoria daqueles que desejam retribuir à natação tudo que a natação deu a eles, divulgando e fazendo o esporte chegar a um número cada vez maior de pessoas. Patrick é um dos pouquíssimos que consegue unir todas essas paixões, e não por acaso tem se tornado nos últimos anos um personagem essencial da natação brasileira.

Desafio Raia Rapida 2013

Hoje, Patrick respira natação 24 horas por dia, entre empreendedorismo, estudos e, claro, a prática. Nadador que fez boa parte de sua carreira no Pinheiros, de São Paulo, era especialista em provas de meio fundo nos nados livre e borboleta. Após encerrar a carreira como nadador federado, jamais perdeu o espírito competitivo – é frequentador assíduo de provas de águas abertas, nas quais em boa parte sai vencedor.

No entanto, não é como muitos de seus colegas, que só encontram motivação no esporte através das competições. Procura se exercitar na piscina todo santo dia, independentemente de haver disputas no horizonte. Também é praticante do stand up paddle e do surf – tem como grande ídolo o campeão olímpico Duke Kahanamoku, um dos maiores nadadores da história e também um dos idealizadores do surf moderno. A paixão pela água é genuína. E isso é fundamental para compreender seu espírito empreendedor que move seus projetos inovadores.

Patrick Winkler campeão no alto do pódio.

Patrick Winkler campeão no alto do pódio.

A capacidade de sonhar alto na natação com uma vontade fora do comum de ver seus projetos saírem do papel ajuda a explicar suas conquistas. Lembro-me como se fosse hoje. Campeonato Paulista Master de 2004, na Sociedade Hípica de Campinas. Ao término da competição, Patrick puxou conversa sobre alguns textos meus que havia lido no saudoso blog Raia Quatro News. Percebi que ali estava alguém tão ou mais fanático que eu no quesito histórias e curiosidades da natação. Com o tempo, vi que era bem mais que isso. E não demorou muito para que ele expressasse seu maior desejo: “um dia ainda vamos trabalhar juntos em uma revista de natação.”

Na época, Patrick trabalhava na Speedo, empresa na qual era responsável pelo marketing esportivo e, como não podia deixar de ser, tinha contato direto com o mundo da natação competitiva. Passou depois pela Rip Curl e pela Arena. Em sua pós-graduação em Gestão do Esporte, seu trabalho de conclusão de curso foi justamente sobre uma revista voltada para natação. Com a experiência adquirida no mercado de trabalho e os conhecimentos obtidos através dos estudos, após um período de gestação, em 2010 fez nascer aquele que é o projeto de sua vida: a Swim Channel.

Equipe da Swim Channel no último Raia Rápida, em 2013

Equipe da Swim Channel no último Raia Rápida, em 2013

Inicialmente concebida como revista impressa, direcionada a nadadores de todos os níveis, desde amadores até profissionais, de piscina e de águas abertas, a atuação de Patrick nos mais diversos segmentos fez com que a Swim Channel expandisse seus horizontes e se tornasse muito mais que uma publicação. É um canal de mídia completo, com atuação na internet através de site, redes sociais e vídeos, em rádio, em mídia digital out of home e outros ramos.

Não satisfeito, Patrick ainda contribui para a organização de diversas competições, principalmente em águas abertas. As mais conhecidas são o Raia Rápida e o Rei e Rainha do Mar, as únicas disputas de natação com transmissão regular ao vivo na grade de programação do maior canal de televisão do país, a Rede Globo. Não fosse ele, à exceção dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, talvez não teríamos visto muitos dos seguintes nomes nadarem em águas brasileiras nos últimos anos: Florent Manaudou, James Magnussen, Anthony Ervin, Cameron van der Burgh, Roland Schoeman, David Plummer, Aaron Peirsol, Thomas Lurz, Oussama Mellouli, Keri-Anne Payne, Ferry Weertman, Rachele Bruni, Haley Anderson… todos medalhistas olímpicos, a maioria de ouro.

Patrick Winkler, da Swim Channel

Através da Swim Sales, outra empresa que criou, ajuda a divulgar e chegar ao alcance de um número maior de pessoas acessórios das mais diversas marcas esportivas. Em meio a tudo isso, ainda encontra tempo para trabalhar como comentarista de natação no grupo Bandeirantes de comunicação, que inclui os canais Bandeirantes e Bandsports e a rádio Bradesco Esportes FM. Nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, teve aquela que considera uma das grandes recompensas por toda a devoção à natação: trabalhou na transmissão das provas de natação pela Bandeirantes ao lado de Álvaro José, o homem que, com seus comentários nas transmissões dos Jogos Olímpicos de 1988, 1992 e 1996, despertou em um jovem Patrick o interesse nas histórias e curiosidades daqueles atletas extraordinários.

Atuando em diversas frentes, Patrick tenta retribuir à natação as valiosas lições que o esporte lhe deu. Com suas ações, ele já é responsável por fazer a natação atingir um grande número de pessoas, que certamente seria menor se ele não existisse. E, assim como Álvaro José foi uma inspiração para o que viria a fazer no futuro, esperamos que trabalho de Patrick inspire e influencie outros abnegados. Com outros Patricks no nosso universo, nossa natação seguirá firme e forte por muito tempo.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *