O futuro do esporte olímpico é o streaming! Não é só uma tendência de mercado do avanço das plataformas digitais e diminuição da atenção jovem para a TV, mas está cada vez mais evidente a perda de espaço do esporte olímpico nas transmissões tradicionais da TV. Tanto no exterior, como principalmente no Brasil.

Para se ter uma ideia de que o fenômeno é mundial, SporTV declarou quebra de contrato unilateral com a CBDA, e na tradicional natação australiana houve quebra de relação de décadas entre o Channel Seven e a Swimming Austrália.

Durante a Pandemia, quase que a totalidade das competições realizadas no mundo inteiro eram feitas sem público e com transmissão via plataformas digitais, seja no Facebook, YouTube, Instagram e nos sites das respectivas entidades. É uma tendência, e só tende a crescer.

A Swimming Áustralia está indo mais além. Além das transmissões, já iniciadas em dezembro, com os campeonatos nacionais disputados de forma regionalizada, vai também oferecer programas e matérias especiais. O sistema inicialmente é gratuito, mas será disponibilizado sob forma de assinatura e demanda no futuro.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *