Já está em vigor nos Estados Unidos (e vale para o mundo inteiro), o Act Rodchenkov, a lei estabelecida em decisão bi-partidária e assinada por Donald Trump em 4 de dezembro. A lei estabelece a criminalização do doping esportivo em punições que podem levar até 10 anos de prisão e multas de 250 mil dólares para um indivíduo ou 1 milhão de dólares para a equipe.

Doping é crime em diversos países pelo mundo, a diferença na lei americana é que a lei se aplica para todas as competições que tiverem atletas americanos participando, sejam em seu território ou não. Mais que isso, eventos com patrocinador americano e ainda transmitidos pela TV para os Estados Unidos também entram.

Só não entram as ligas profissionais americanas. Isso mesmo, NFL, MLB, NHL, NBA e NCAA foram retiradas pelo Congresso Americano identificando que elas já possuem regras e regimentos adequados de controle e punição contra o doping.

Ampliar a sua aplicação para eventos fora de suas fronteiras já fere por completo a política esportiva internacional e deixar as ligas de fora, ainda mais com o argumento apresentado, soa muito mal. Não é a toa que a WADA vive uma grave crise de relação com os americanos.

O Blog apresenta abaixo os argumentos utilizados pelo Congresso Americano, ou seja, conheça as “regras e regimentos adequados para controle e punição contra o doping”.

A NFL, Liga de futebol americano, é a mais branda com seus atletas. Aqueles que testarem positivo para estimulantes ou diuréticos receberam dois jogos de suspensão. Esteróides anabólicos são punidos com seis jogos, e atletas que tentarem adulterar seus exames, a maior punição, oito jogos. A temporada completa da NFL se compreende em 16 jogos.

Na MLB, liga do beisebol, as punições são um pouco mais rígidas. A primeira infração, se for por estimulantes dá 25 jogos de punição. Se for por substância que incrementam o rendimento, uma punição maior, 80 jogos. A temporada completa tem 162 jogos.

Na liga de hóquei sobre gelo, a temporada são 82 jogos, e a punição por doping dá 20 jogos de suspensão. Mesmos números da NBA, a liga de basquete masculino, 82 jogos na temporada e punição por doping são 20 partidas.

No sistema universitário do NCAA as punições por doping estão relacionadas a elegibilidade escolar-atlética do atleta-estudante. Testes positivos dão um ano de perda de elegibilidade na temporada, ou seja 25% do total da carreira que o atleta pode disputar na NCAA. Atletas-estudantes só podem voltar a competir 365 dias depois do teste positivo.

Apenas para refrescar a memória de vocês (ou aumentar a raiva), suspensões nos esportes regulados pela WADA e sujeito as punições da Lei Rodchenkov podem levar até quatro anos de suspensão. A segunda violação pode causar até o banimento definitivo do atleta.

E ainda tem gente que acha que a Lei Rodchenkov foi boa para o esporte mundial?

Veja os termos completos da Lei Rodchenkov clicando aqui.

Veja aqui os termos da assinatura da Lei quando Donald Trump assinou clicando aqui.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *