O drama dos turistas e estudantes-atletas brasileiros teve algumas horas de alegria ontem, dois dias antes do fim do mandato do Presidente Donald Trump. A Casa Branca emitiu um comunicado revogando a decisão que está implantada desde 24 de maio do ano passado que proíbe a entrada de pessoas vindo do Brasil, com exceção de cidadãos americanos e portadores de Green Card.

Desde então, estudantes-atletas têm viajado ao México e mais recentemente ao Chile, onde após 14 dias de quarentena, conseguem acesso nos Estados Unidos. Muitos ficaram no Brasil, fazendo suas aulas online, mas afastados da oportunidade de representar suas equipes na temporada do NCAA.

O anúncio da Casa Branca (link) e a alegria, durou pouco. Minutos depois, a Secretaria de Imprensa do Governo Biden, que assume amanhã, não só disse que vai anular a decisão de “reabrir as fronteiras” como também pretende endurecer as regras de entrada nos Estados Unidos, “seguindo a orientação do Departamento de Saúde”.

Veja abaixo o Tweet de Jen Psaki:

 

Restrição de fronteiras tem sido uma das alternativas mais frequentes no combate a Pandemia, e se isso realmente acontecer, os Estados Unidos vai apenas seguir os exemplos que já acontecem na Austrália, Nova Zelândia, Japão….

1 responder
  1. Sandro
    Sandro says:

    Como se fechar fronteiras adiantasse alguma coisa, já que podem até barrar pessoas, mas é impossível barrar a entrada dos mais diferentes vírus que existem no mundo ????… O corona vírus já chegou até a Antártica que é um dos lugares mais isolados do mundo e o Corona Vírus já está dentro dos EUA ???????? circulando há muito tempo e sofrendo suas mutações como de praxe! Fechar fronteiras é uma desculpa mais xenofóbica do que sanitária…

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *