A Seleção Brasileira não conseguiu a vaga olímpica para o Torneio de Polo Aquático de Tokyo 2020. Nossa equipe parou na primeira fase da Seletiva Pré-Olímpica em Roterdã, nos Países Baixos. O Brasil já participou oito vezes do polo aquático masculino na Olimpíada. Na última vez, no Rio 2016, ficamos em oitavo lugar. Na nossa estreia, em 1920, nossa melhor colocação, sexto lugar.

No Rio 2016 a equipe voltou a Olimpíada depois de ficar 28 anos ausente. Aliás, nossa equipe conseguiu vaga por ser o país sede. No atual sistema de classificação, o polo aquático masculino brasileiro nunca conseguiu se classificar para uma Olimpíada.

Mesmo fora de Tóquio, três nadadores “brasileiros” estarão por lá. Os três foram naturalizados e participaram da campanha do Rio 2016.

Josip Vrlic é croata de nascimento, e depois de disputar a Olimpíada pelo Brasil, voltou para seu país. Foi o autor do gol decisivo de pênalti na vitória sobre a Rússia na decisão do terceiro lugar do Pré-Olímpico por 25×24.

Adria Delgado e Felipe Perrone fazem parte da equipe da Espanha, classificada para Tóquio pelo vice campeonato mundial em Gwangju, em 2019. Delgado é espanhol e havia sido naturalizado na campanha Rio 2016 enquanto Perrone, o único nascido no Brasil, fez dupla troca de nacionalidade. Primeiro se naturalizou espanhol por onde jogou de 2005 a 2013, depois brasileiro 2014 a 2016, e de volta a Espanha a partir de 2017.

1 responder
  1. Sandro
    Sandro says:

    Isso só vem a reforçar o que eu havia reclamado em 2016!
    Na Olimpíada do Rio/2016, não havia uma “Seleção Brasileira de Polo” e sim uma Seleção de Mercenários. Os atletas brasileiros “DE FATO” foram desprestigiados, humilhados e deixados de fora para que MERCENÁRIOS de várias nacionalidades diferentes disputassem a Olimpíada do Rio com as cores brasileiras. Agora, como diz a matéria esses mesmos atletas já estão jogando por outras seleções. Tiraram a oportunidade ÚNICA de jogadores brasileiros “DE FATO” disputarem a Olimpíada dentro de casa e de realmente desenvolver o POLO no Brasil! Qual foi o legado dessa Seleção de Mercenários? Foi totalmente negativo! Pois nossa Seleção de Polo atual está mais fraca ainda do que antes da Olimpíada do Rio, visto que perdeu todas as partidas do qualificatório olímpico. O legado dessa Seleção de Mercenários foi só desestimular mais ainda os atletas brasileiros “DE FATO “.

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *