Primeiro foi Jack Burnell, melhor nadador de águas da Grã-Bretanha que aos 27 anos anunciou a sua aposentadoria. Burnell estava treinando e se preparando para representar o país na Seletiva Olímpica em busca da vaga para a sua segunda Olimpíada, mas um problema no ombro vinha afetando seus treinamentos. Este ano, Burnell até nadou a etapa de Doha, no Catar, do FINA Marathon Swim Series, mas com dores durante a prova toda terminou em 24o lugar.

Burnell foi desclassificado na prova olímpica do Rio 2016. Ele terminou em quinto lugar numa decisão decidida pelo foto chart na briga pelo bronze, mas ele já estava desclassificado por conta de um segundo cartão amarelo. Ele reclamou muito pois recebeu este cartão num confronto contra Oussama Mellouli que supostamente teria puxado a sua perna.

A outra pancada veio com a medalhista de prata dos 200 medley, Siobhan-Marie O’Connor. Em anúncio nas suas redes sociais, a nadadora revelou uma úlcera gástrica que vai lhe impedir de disputar a Seletiva Britânica, que começa daqui a seis dias em Londres.

Aos 25 anos de idade, O’Connor ainda não indicou se vai seguir ou deixa o esporte por conta de ficar de fora desta Olimpíada. O’Connor é recordista nacional dos 100 peito (1:06.34) e dos 200 medley (2:06.88).

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *