Ontem a Swim Channel publicou a lista eram 14 (link), apareceu mais um, é Andrew Fowler, da Guyana.

Veja a lista completa dos aquáticos porta-bandeira em Tóquio:

ARUBA
Foi o primeiro país a anunciar uma dupla de nadadores como porta-bandeira, Mikel Schreuders e Ally Ponson, os mesmos nadadores que representaram o país nos Jogos Olímpicos do Rio 2016.

AUSTRÁLIA
Cate Campbell será a primeira nadadora da história da Austrália a ser porta-bandeira do país no desfile de abertura dos Jogos. Ela deverá ser poupada das eliminatórias do revezamento 4x100m livre feminino que acontecem no outro dia pela tarde.

BOLÍVIA
Karen Torrez que já foi porta-bandeira em Londres 2012, vai para a sua terceira Olimpíada e voltará ao cargo na cerimônia de abertura desta vez junto com Gabriel Castillo que faz sua estreia em Jogos Olímpicos, uma dupla de nadadores.

COREIA DO SUL
A jovem promessa da natação sul-coreana, recordista mundial júnior dos 200m livre, Hwang Sun-Woo de 18 anos será o porta-bandeira masculino do país.

EL SALVADOR
Na sua primeira Olimpíada, Celina Marquez será a porta-bandeira de seu país.

ESPANHA
Na sua quarta Olimpíada, Mireia Belmonte, campeã olímpica dos 200m borboleta no Rio 2016 será a primeira nadadora da história da Espanha a ser porta-bandeira do país.

GUIANA
Andrew Fowler foi o último a ser anunciado para carregar a bandeira de seu país na abertura.

HONDURAS
Julio Horrego escolhido para ser o porta-bandeira por ter o melhor resultado do país em prova individual. Horrego estreará em Olimpíadas e vai nadar os 200m peito classificado por Universalidade.

HUNGRIA
Laszlo Cseh vai para a sua quinta e última Olimpíada aos 35 anos de idade. Com seis medalhas individuais conquistadas, se subir ao pódio nos 200m livre alcançará algo inédito, ser medalhista em cinco Jogos consecutivos.

ILHAS VIRGENS BRITÂNICAS
A representante única da natação das Ilhas Virgens Britânicas esteve no Rio 2016 e vai carregar a bandeira de seu país pela segunda vez, ela também foi porta-bandeira nos Jogos Olímpicos da Juventude de Buenos Aires em 2018.

ISRAEL
Yakov Toumarkin, primeiro nadador da história de Israel a participar de três Olimpíadas, desta vez será o porta-bandeira.

MALTA
Andrew Chetcuti será o porta-bandeira masculino representando a natação de Malta, ele vai com a atiradora Eleanor Bezzina no desfile de abertura.

MÉXICO
O saltador Rommel Pacheco vai para a sua quarta Olimpíada, três vezes medalhista em Campeonato Mundial e três vezes campeão panamericano.

OMAN
Considerado o melhor nadador de Omã da história, Issa Al-Adawi, 22 anos de idade, recordista nacional dos 50 aos 1500 metros nado livre de seu país será o porta-bandeira no desfile.

ROMÊNIA
Robert Glinta será o primeiro nadador porta-bandeira do país na história dos Jogos Olímpicos.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *