Um tanto controversa, para não dizer absurda decisão. Mas ao que tudo indica, o Comitê Olímpico Australiano anunciou que a premiação por medalhas conquistadas em Tóquio pelos seus atletas olímpicos não é um bônus pela conquista e sim uma oportunidade para seguirem seus programas de alto rendimento.

Com esta decisão, todos os atletas que estão se aposentando pós Tóquio não terão direito a premiação de 20 mil dólares australianos para os medalhistas de ouro, 15 mil dólares para os vice campeões e 10 mil dólares para os medalhistas de bronze. A A Austrália voltou de Tóquio com um total de 46 medalhas, 17 ouros, 7 pratas e 22 bronzes.

Outro detalhe é que os valores não são acumulativos, ou seja, Emma McKeon que ganhou sete medalhas, sendo quatro de ouro, três pratas, irá receber 20 mil dólares australianos. E para completar, os atletas australianos que competiram nos Jogos Paralímpicos não vão receber qualquer tipo de premiação.

 

2 respostas
  1. Sandro
    Sandro says:

    Na verdade, ao meu ver, então não se trata apenas de uma premiação pela medalha, porém, um incentivo para continuar competindo…
    Por isso, quem quiser se aposentar e ainda não perder esse dinheiro, deve adiar a aposentadoria pra depois do Mundial de Piscina Curta?
    É isso mesmo Coach?

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *