A recomendação de 2015 do Comitê Olímpico Internacional terminou desde novembro do ano passado. A partir de então, cada uma das federações internacionais de esporte devem definir suas regras que devem ter “embasamento científico” e submeterem para análise e aprovação do COI.

Até agora, quatro federações internacionais de esporte já definiram em 5nmol/litro como o limite de testosterona para os atletas trans feminino que devem manter tal limite até um ano antes de começarem a competir oficialmente.

As federações internacionais são:
World Athletics
World Rowing
Union Cyclisme Internationale
International Tennis Association

A FINA tem em andamento a discussão que faz parte do projeto de reformas dentro da entidade. Deve anunciar em breve a sua regulamentação.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.