McEvoy e o segredo, a barba do seu treinador.

McEvoy e o segredo, a barba do seu treinador.

Não existe invencível, nunca existiu e nunca vai existir. Por melhor que o atleta seja, por melhor que seja seu retrospecto e carreira, a competição existe para isso. E Cameron McEvoy surpreendeu a James Magnussen e ao mundo todo ao vencer a prova dos 100 livre no quarto dia de finais da Seletiva Australiana em Brisbane. Por sinal, o dia mais rápido até agora.

Confira os resultados prova a prova:

200 costas feminino –
Belinda Hocking confimou o favoritismo vencendo. Só a marca que não lhe agradou. Venceu com 2:07:52 passando com 1:03:70. Ela havia vencido o Estadual de New South Wales in janeiro com 2:06:40, tempo que fica como melhor do mundo quando inclusive ameaçou o recorde nacional que é seu com 2:06:06. Emily Seebohm, campeã dos 100 costas, ficou com a segunda vaga com 2:08:28, bem próximo da sua melhor marca pessoal 2:08:19 de 2010.
Meagen Nay ficou em terceiro lugar com 2:08:44 depois de passar na frente ocm 1:02:95. Nay estava na briga pelo título até os 150 metros mas caiu muito no final. As australianas agora detém os três primeiros postos do ranking mundial nesta prova.

100 livre masculino –
A surpresa do dia! Cameron McEvoy bateu James Magnussen. Os dois saíram forte, talvez forte demais para Magnussen que sentiu na volta. McEvoy passou com 22:75, Magnussen logo atrás 22:76. Na volta, McEvoy voltou com 24:90 contra 25:16 de Magnussen. McEvoy venceu com 47:65, sua melhor marca pessoal superando os 47:88 feitos na final dos 100 livre em Barcelona, e Magnussen em segundo 47:92, o 18o 47 da sua vida.
Tommaso D’Orsogna ficou num longe segundo lugar com 48:72 e Kenneth To no quarto lugar com 49:23.
Cameron McEvoy passa a ser o segundo melhor dos 100 livre no mundo em 2014. Ele que foi oito vezes vice campeão australiano no ano passado, este ano já vai com seus dois primeiros títulos nacionais.

100 livre feminino semifinal –
O 100 livre mais forte da história da Austrália. Ainda nem chegamos na final e já temos quatro nadadoras na casa dos 53 segundos.
Cate Campbell agora, além de liderar o ranking mundial dos 50 livre, também lidera nos 100 livre. Venceu a semifinal com 53:01. Melhor marca pessoal para Emma McKeon nadando para 53 pela primeira vez e ficando em segundo com 53:43. Também melhor marca pessoal para Bronte Campbell em terceiro com 53:61 e um desempenho dos mais elogiáveis para Melanie Schlanger que mesmo lesionada entrou em quarto com 53:78.
Das outras quatro classificadas para a final dos 100 livre, três na casa dos 54 e um 55, Yolake Kukla com 55:08 entrou com a oitava vaga.
Australianas aqui também fazem primeiro, segundo e terceiro tempos do mundo em 2014.

50 peito masculino semifinal –
Christian Sprenger ainda nadando controlado. Venceu com facilidade 27:82. Depois dele, sete nadadores na casa dos 28. O oitavo foi Nicholas Schafer com 28:59.

200 medley feminino –
Primeiro sub 2:10 do ano. Alicia Coutts campeã dos 100 borboleta, agora leva os 200 medley com 2:08:89. Seu melhor é 2:08:15 de 2012. E venceu fácil, deixando Emily Seebohm em segundo com 2:11:25 e Kotuku Ngawati em terceiro com 2:13:08. Seebhom consegue sua terceira vaga para o Commonwealth, depois de vencer os 100 costas e ficar em segundo nos 200 costas 20 minutos antes desta prova.

100 borboleta masculino semifinal –
Tivemos apenas um 52 na eliminatória dos 100 borboleta. Agora foram cinco! Tommaso D’Orsogna venceu com 52:38 depois de passar na frente com 24:39. Jayden Hadler em segundo com 52:55, Christopher Wright que havia sido o mais rápido na eliminatória com 52:60 agora em terceiro com 52:59, Grant Irvine em quarto com 52:70 e Daniel Lester 52:93 em quinto lugar.
Ainda tivemos um empate na oitava colocação entre David Morgan e Kenneth To, ambos com 53:77 para a definição de quem fica com a última posição da fortíssima prova para amanhã.
Albert Subirats com 52:26 dos Jogos Odesur ainda mantém a primeira posição do ranking mundial de 2014. Tommaso D’Orsogna e seus 52:38 passa a ser o segundo tempo desta temporada.

100 peito feminino semifinal –
Lorna Tonks faz sua melhro marca pessoal e o primeiro sub 1:08 da seletiva. Vence a semifinal com 1:07:26 depois de ter sido a única abaixo do 1:09 na eliminatória com 1:08:51.
Se na eliminatória foi só uma nadadora na casa do 1:08, agora foram seis. Sally Hunter 1:08:14, Leiston Pickett 1:08:26, Samantha Marshall 1:08:51, Taylor McKeown 1:08:63, Georgia Bohl 1:08:68 e Jessica Hansen 1:08:80. A última vaga para a final foi o “patinho feio” da prova com Tessa Wallace com 1:09:09.
Com o resultado da semifinal, Lorna Tonks passa a ser o quarto tempo do mundo este ano.

50 costas masculino –
Novo recorde australiano, o segundo desta competição. Ben Treffers novamente o único abaixo dos 25 segundos venceu com 24:54 superando o recorde nacional que era de Ashley Delaney desde 2009. Treffers melhora sua marca e mantém a primeira posição do ranking mundial de 2014.
Bobby Hurley chegou em sgundo lugar com 25:19 e Daniel Arnamnart em terceiro com 25:28.

50 borboleta feminino –
Ninguém quebrou os 26. Vitória de Marieke D’Cruz com 26:20 com Alicia Coutts em segundo com 26:36 e Brittany Elmslie em terceiro com 26:50. Mesmo vencendo a prova, Marieke não deve entrar no time do Commonwealth porque a prova dos 50 nos estilos não é classificatória. As vagas ficam para quem estiver na equipe pelas provas olímpicas.
Coutts já está classificada pelos 100 borboleta e 200 medley.

1 responder
  1. Alexandre Madsen
    Alexandre Madsen says:

    Mérito para o Dudu Udud…rsrs…Que já havia me avisado que o Cameron McEvoy poderia ser um adversário para o James Magnussen.

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *