Saída de Eamon Sullivan.

Saída de Eamon Sullivan.

Último dia da seletiva australiana definindo os atletas para o Commonwealth Games e o Pan Pacífico. Eamon Sullivan confirmou na final o favoritismo que ganhou ao fazer os melhores tempos tanto nas eliminatórias como na semifinal. Não melhorou a marca, mas voltou a nadar abaixo dos 22 segundos. Confira prova a prova:

400 livre feminino –
Abrindo as finais do último dia Bronte Barratt mandou 4:04:56, segundo melhor tempo do mundo em 2014. Atrás apenas da campeã mundial Katie Ledecky e seus 4:04:46 do Grand Prix de Austin em janeiro.
A prova teve bom nível com as cinco primeiras nadando abaixo dos 4:10. Remy Fairweather ficou em segundo com 4:06:02 e Jessica Ashwood em terceiro com 4:07:30.
Nos parciais de Barratt 58:42, 2:00:48 (1:02:06), 3:02:34 (1:01:86) e 4:04:56 (1:02:22).
Remy Fairweather se tornou na primeira recordista mundial feminina da categoria júnior. Sua marca de 4:06:02 supera os 4:06:30 utilizados pela FINA como base da marca mundial.

50 livre masculino –
Eamon Sullivan confirmou o que havia feito na semifinal vencendo com 21:90 e Cameron McEvoy fez o seu primeiro sub 22 chegando em segundo lugar com 21:97. James Magnussen empatou com Matt Abood na terceira posiçãocom 22:02.
O empate forçou uma prova extra entre Magnussen e Abood ao final das provas individuais do dia e desta vez Magnussen mandou bem 21:77 contra 21:87.
A marca é o melhor de Magnussen este ano superando os 21:88 feitos no BHP Billiton Aquatic Super Series e o primeiro sub 22 de Matt Abood este ano.
Com o resultado, Sullivan, McEvoy e Magnussen vão a nadar a prova dos 50 livre em Glasgow no Commonwealth Games.

50 costas feminino –
Emily Seebohm nadou mais uma vez para 27. Havia feito 27:96 na semifinal, venceu com 27:95. Ocupa a terceira posição do ranking mundial. Meagen Nay ficou em segundo com 28:66 e Madison Wilson em terceiro com 28:67.

200 medley masculino –
Com os quatro primeiros colocados nadando abaixo dos dois minutos, Daniel Tranter se sagrou bi campeão nacional vencendo com 1:57:66. No ano passado, ele havia sido vencido com 1:57:55. A marca lhe coloca como segundo do mundo este ano, na sua frente apenas Kosuke Hagino com 1:55:90 feitos no BHP Billiton Aquatic Super Series em janeiro.
Thomas Fraser Holmes chegou em segundo lugar com 1:57:88, e agora ocupa o terceiro lugar no ranking mundial.
Mitchell Larkin, que já tem lugar na Seleção pelas suas vitórias nos 100 e 200 costas, ficou com o terceiro tempo 1:59:29.

1500 livre masculino –
Mack Horton fechou com chave de ouro a Seletiva Australiana vencendo de ponta a ponta a prova dos 1500 livre com sua melhor marca pessoal de 14:51:55 e se tornando no primeiro a quebrar a barreira dos 15 minutos em 2014. O tempo é seu terceiro recorde mundial júnior.

Treinado por Craig Jackson em Melbourne, Horton não tomou conhecimento dos nadadores do Miami Club, treinados por Dennis Cotterell. Jordan Harrison chegou em segundo com 15:03:24 e Matthew Levings em terceiro com 15:09:67.

Horton consegue classificação para o seu primeiro selecionado absoluto em competição que bateu três recordes mundiais júniors e se tornou no quarto melhor nadadora da história dos 1500 livre da Austrália. Na sua frente, Grant Hackett com 14:34:56, Kieren Perkins 14:41:66 e Jordan Harrison 14:51:02.

1500 livre feminino – (corrigid)
Laura Crockart venceu com 16:17:36, segunda melhor marca do mundo este ano atrás apenas do tempo de Kristel Kobrich do Chile em sua vitória nos Jogos Odesur com 16:15:89. Chelsea Gubecka ficou em segundo com 16:23:41 e em teceiro Kareena Lee com 16:24:81.

1 responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *