Quatro vezes olímpica, Cecilia Biagoli tenta chegar ao Rio para concluir a sua fantástica carreira. Aos 31 anos de idade, a argentina acrescentou mais uma medalha a sua coleção na etapa de ontem do Sul-Americano Absoluto em Assunção ao vencer os 1500 metros nado livre.

cecilia

A vitória com 16:37.85 não é sua melhor marca, os 16:15.85 desde 2010 ainda se mantém como o melhor pessoal e também recorde nacional. A medalha se soma a outras tantas, Cecilia Biagioli é a maior vencedora de conquistas sul-americanas absolutas.

São 38 medalhas, 6 de ouro, 21 de prata e 11 de bronze. Isso só contando as do Sul-Americano Absoluto e na natação, pois ela também aparece com destaque nas provas de águas abertas. Biagioli tem estado nos Sul-Americanos Absolutos desde 2000, e sempre medalhou.

Sua estreia no Sul-Americano de Mar del Plata em 2000 quando tinha apenas 15 anos de idade já foi marcada por três medalhas, duas pratas e um bronze. Seus melhores resultados foram nos Sul-Americanos de 2002 e 2004, ambos com seis medalhas conquistadas.

Com o técnico e irmão Cláudio

Com o técnico e irmão Cláudio

Aos 31 anos de idade completados em janeiro, Cecilia vai tentar nas águas abertas uma vaga para o Rio 2016. Vai estar com a Seleção Argentina no Pré-Olímpico da modalidade no mês de junho em Portugal. Vai precisar terminar entre as 10 primeiras colocadas, ou ser a melhor nadadora das Américas.

Em Jogos Olímpicos, Biagioli estreou em Sydney 2000 terminando em 26o lugar na prova dos 800 livre. Em Atenas 2004, foi 22o nos 400 livre. Em Beijing, duas provas, 34a nos 400 livre e 31a nos 800 livre. Em Londres 2012, sua melhor apresentação olímpica, terminando em 16o lugar nos 800 livre e ainda na mesma colocação na prova de águas abertas.

Cecilia e Joaquim

Cecilia e Joaquim

Cecilia Biagioli é mãe de Joaquin, seu primeiro filho de três anos de idade que nasceu em maio de 2013, em dezembro daquele ano, ela já estava de volta as piscinas. A nadadora é treinada pelo seu irmão Cláudio Biagioli.

Veja o retrospecto de medalhas de Cecilia Biagioli, a maior medalhista em Campeonatos Sul-Americanos:

2000, Mar del Plata
3 medalhas, 2 pratas, 1 bronze

2002, Belém
6 medalhas, 2 ouros, 3 pratas, 1 bronze

2004, Maldonado
6 medalhas, 5 pratas, 1 bronze

2006, Medellin
5 medalhas, 1 ouro, 3 pratas, 1 bronze

2008, São Paulo
5 medalhas, 3 pratas, 2 bronzes

2010, Medellin
4 medalhas, 1 ouro, 2 pratas, 1 bronze

2012, Belém
3 medalhas, 1 ouro, 1 prata, 1 bronze

2014, Mar del Plata
5 medalhas, 2 pratas, 3 bronzes

2016, Assunção
1 medalha, 1 ouro

Total
38 medalhas
6 ouros
21 pratas
11 bronzes

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *