Não foi fácil, foram vários candidatos, grandes performances, mas no conjunto da ópera, Alberto Pinto da Silva, o Albertinho é reconhecido pela Best Swimming como o Melhor Treinador do Troféu Brasil. No comando da equipe tetra campeã da competição, Albertinho também é o responsável pelo trabalho dos dois nadadores que quebraram a barreira dos 48 segundos nos 100 metros nado livre (Pedro Spajari e Gabriel Santos), pelas duas nadadoras que quebraram a barreira dos 25 segundos nos 50 metros nado livre (Lorrane Ferreira e Larissa Oliveira).

ECP Maria Lenk 2018, Equipe | Esporte clube Pinheiros | Foto: RicardoBufolin/ECP

Os quatro acima citados, são seus atletas convocados para o Pan Pacífico, onde Albertinho irá integrar a Seleção Brasileira pela quarta vez. Desde 1995 integrando diferentes seleções nacionais, Albertinho segue líder nestas convocações com incríveis números de três Sul-Americanos Juvenil, nove Sul-Americanos Absoluto, três Mundiais Júnior, uma Copa Latina, uma Universíades, quatro edições de Jogos Pan Americanos, sete Campeonatos Mundiais de Curta, nove edições do Mundial de Longa e o maior treinador olímpico da natação brasileira com quatro paticipações em Jogos.

Albertinho esteve no Pinheiros por mais de 20 anos até se desligar do clube em 2011. Primeiro cumpriu um projeto independente sem afiliação até 2015 quando ingressou no Paineiras. Por pouco tempo, em 2016, Albertinho estava de volta ao Pinheiros e tem se mantido imbatível desde então.

Pelos resultados alcançados na forte edição do Troféu Brasil recém encerrado, Alberto Pinto da Silva é o The Coach of The Meet.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *