Depois de quase onze anos o recorde sul-americano histórico do revezamento 4×200 metros nado livre feminino foi quebrado nesta década. Foi no Troféu Maria Lenk de abril de 2015, piscina do Fluminense com a equipe do Pinheiros nadando para 8:03.22, finalmente apagando o 8:05.29 da final olímpica de Atenas 2004.

 

 

Na equipe recordista do Pinheiros estava uma das remanescentes da equipe olímpica, Joanna Maranhão, mas também estava uma jovem nadadora, uma promessa de 17 anos de idade, Gabrielle Gonçalves Roncatto. O recorde voltou a ser batido pela Seleção Brasileira ainda naquele ano nos Jogos Pan Americanos, desta vez sem Roncatto no time.

Entretanto, aquela participação no revezamento determinou uma nova meta para Gabrielle Roncatto, a de fazer parte do time olímpico no ano seguinte. E assim aconteceu.

 

Em abril de 2016, na Seletiva Olímpica Brasileira, Gabrielle Roncatto marcava o quarto tempo na prova dos 200 metros nado livre com 1:59.22 se classificando para os Jogos Olímpicos do Rio 2016 como a mais jovem nadadora da equipe brasileira, a única da categoria Júnior.

O revezamento feminino do 4×200 livre do Brasil ficou em 11o lugar na Olimpíada alcançando 7:55.68 a dois segundos de chegar a final, mas estabelecendo o único recorde sul-americano de revezamento brasileiro na competição. Nos parciais, Manuella Lyrio 1:58.39, Jessica Cavalheiro 1:59.05, Gabrielle Roncatto 2:00.09 e Larissa Oliveira 1:58.15.

Gabrielle Roncatto foi a única nadadora júnior que chegou ao time olímpico nesta década e foi assim reconhecida pelo Painel de Especialistas. Se adiciona a isso recordes brasileiros de categoria nas provas de 200 e 400 livre no Júnior I e 200 medley no Júnior II além de inúmeros pódios nos campeonatos nacionais de categoria e absoluto.

Em busca de voltar a ser olímpica, Gabrielle não se acomodou durante a Pandemia e este ano difícil. Em busca de novos desafios, optou por viajar com condições próprias para o Rio de Janeiro e passou a seguir as orientações do treinamento do grupo de Fernando Possenti. Treina em busca de alcançar a sua segunda Olimpíada.

 

 

Gabrielle Roncatto é a Melhor Nadadora Júnior da Década. 

Também foi nomeada a recordista sul-americana e finalista dos Jogos Pan Americanos Fernanda de Goeij.

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *