Entre as mudanças de treinadores pós-Olimpíada, o francês Marc-Antoine Olivier é das mais destacadas. Depois de ser medalhista de bronze na sua primeira Olimpíada, no Rio 2016, Olivier quebrou uma relação de muitos anos com Phelippe Lucas após o frustrante sexto lugar em Tóquio.

Junto com sua namorada Oceane Cassignol, Olivier foi treinar nas Ilhas Canárias com o treinador francês Fred Vergnoux, porém a relação durou pouco. Olivier achou o grupo pequeno, apenas três nadadores e apontou dificuldades para esta sua mudança.

Disposto a não cometer erros, e fazer a preparação adequada para os Jogos em casa, Olivier junto com a namorada embarcaram para a Itália. A partir de agora, e até Paris 2024 (por enquanto), a dupla vai treinar com Fabrizio Antonelli no Centro de Treinamento de Alto Rendimento de Ostia, onde está a equipe de águas abertas italiana.

No grupo de Antonelli se destacam Gregorio Paltrinieri, Domenico Acerenza, Rachelle Bruni e Arianna Bridi.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *