International Swimming League foi criada no ano passado e ganhou vida em 2019 para fazer a sua temporada inaugural após um longo conflito com a FINA. O surgimento da ISL determinou uma mudança das regras da FINA permitindo eventos internacionais paralelos, mas que, pelos critérios estabelecidos pela FINA, não valerão como recordes mundiais.

Veja abaixo em tópicos como vai funcionar a competição que começa neste final de semana em Indianápolis:

OS TIMES
Oito recém criadas equipes, quatro nos Estados Unidos, quatro na Europa. Cada uma pode ter até 32 nadadores, 16 de cada sexo, mas nas competições somente poderão ser usados 24, 12 de cada sexo. Cada equipe tem autonomia para contratar nadadores sendo que a premiação é única para todos os envolvidos na Liga. Os clubes são:
Dos Estados Unidos – LA Current, DC Trident, Cali Condors e New York Breakers
Da Europa – Aqua Centurions, Iron Swim, London Roar, Energy Standard

O FORMATO
São seis competições classificatórias e uma super final. Os oito times estão divididos em dois grupos, A e B. Em outubro, teremos quatro finais de semana com torneios reunindo quatro equipes, dentro do seu grupo. Em novembro, duas competições, uma com os clubes americanos, outra com os clubes europeus. Os quatro clubes, dois americanos e dois europeus, que mais somarem pontos fazem a super final em dezembro.

AS PROVAS
Programa de provas inclui 50, 100 e 200 metros nos quatro estilos, 200 e 400 medley, 400 metros nado livre, revezamentos 4×100 livre e 4×100 medley, mais os revezamentos mistos 4×100 livre e 4×50 medley misto. Este último somente será disputado se tivermos empate entre as equipes. Ainda teremos a prova dos 50 metros nado livre sins, que é a disputa em três etapas, oito nadadores, os quatro primeiros colocados fazem a segunda rodada, e os dois melhores fazem a final. Estas três rodadas de 50 metros nado livre são disputadas a cada 3 minutos sem direito a nenhuma soltura pelos nadadores envolvidos Todas as etapas serão disputadas em piscina de 25 metros.

AS PONTUAÇÕES POR EQUIPE
Com dois nadadores e duas equipes de revezamento por prova, teremos série única para todas as provas. Pontuação de 1o a 8o lugar no tradicional 9, 7, 6, 5, 4, 3, 2 e 1 ponto, com pontuação dobrada para os revezamentos. As provas de 50 livre skin valem mais, do 5o ao 8o lugar, 4, 3, 2 e 1 ponto, 3o e 4o lugar com 12 e 10 pontos, e os dois primeiros colocados com 27 e 21 pontos.

AS PONTUAÇÕES POR ATLETA
Existe uma pontuação específica para os nadadores apontando sempre um MVP a cada competição. Do 1o ao 4o lugar, 6, 4, 2 e 1 ponto.

A PREMIAÇÃO EM DINHEIRO POR ATLETA
Cada ponto marcado nas seis etapas classificatórias valem 300 dólares, cada ponto marcado na super final vale 1.000 dólares. Cada nadador recebe um prêmio de 1.000 dólares por cada competição, mesma premiação na super final. Cada nadador da equipe que vencer cada uma das competições ganha 10 mil dólares, a equipe que ficar em segundo cada nadador ganha 5 mil dólares, 3 mil dólares para o terceiro e 1.000 dólares para cada nadador da equipe que ficar em quarto lugar.

A ESCALAÇÃO
Cada equipe tem um capitão e um vice capitão, que devem ter sexos distintos. As equipes também possuem treinadores que devem fornecer a escalação da equipe até 19 horas da noite anterior a disputa. No dia do evento, até as 12:30 uma escalação final. Durante o torneio são permitidas substituições durante os intervalos.

PROGRAMA DE PROVAS
São 38 provas disputadas em dois dias sendo que em blocos e com três intervalos pré-estabelecidos.

OS ÍNDICES
Foram estabelecidos índices mínimos para manter a qualidade do torneio. Assim, em caso de atletas que não atingirem as marcas pré-estabelecidas além de não marcar pontos ainda perdem pontos para a sua equipe.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *