Terminou a Seletiva, a Seleção Brasileira Olímpica foi anunciada, mas pode ser alterada. Isso está previsto no regulamento e foi devidamente informado a todos os atletas envolvidos e que ontem participaram do processo de apresentação da equipe. A repescagem estabelecida pela CBDA para o dia 12 de junho é um evento FINA e tem alguns aspectos importantes que merecem ser destacados:

* Em princípio, cinco nadadores se habilitaram ou poderão estar na Repescagem: Viviane Jungblut, Maria Luiza Pessanha, Alexia Assunção, Vinicius Assunção e Lucas Souza.

* Os atletas disputarão as provas que foram inicialmente inscritos para a Seletiva Olímpica disputada na semana passada, sem possibilidade de mudança ou inclusão de provas.

* Os atletas disputarão a prova eliminatória pela manhã e só terão direito a participar da tomada de tempo na parte da tarde caso estejam entre os oito primeiros tempos da Seletiva Olímpica.

* A CBDA está prevendo abrir também o dia 13 de junho, como segundo dia, caso os atletas participem de múltiplas provas.

Especificamente sobre Viviane Jungblut e sobre a prova dos 1500 metros nado livre, para ela ter direito a uma das vagas vai ser necessário que ela nade abaixo de 16:27.73, e não mais o índice da prova 16:32.04. O novo tempo é a marca alcançada por Betina Lorscheitter, atualmente dona da segunda vaga da prova.

A melhor marca pessoal de Viviane Jungblut nos 1500 livre era o antigo recorde brasileiro com 16:22.48. Ela ainda tenta o índice dos 800 livre de 8:33.36 e seu melhor na prova é 8:34.92.

Sobre Vinicius Assunção, ele vai disputar as provas dos 100 e 200 livre. Nos 100 livre, para ter direito a nadar na parte da tarde, Assunção vai precisar fazer 49.22 ou menos pela manhã e para ganhar uma vaga no revezamento vai precisar nadar para menos de 48.83 na final. No caso dos 200 livre, pela manhã, para ter direito a nadar na parte da tarde, ele vai precisar fazer 1:49.34 e para ter uma vaga no revezamento 4×200 livre precisraá de menos de 1:48.02.

Vinicius Assunção tem como melhores marcas pessoais 49.52 e 1:48.57, respectivamente para os 100 e 200 livre.

4 respostas
  1. Henderson
    Henderson says:

    Pq nao permitir tentativa de indice A para os atletas ja classificados em provas que nao terao 2 nadadores???
    Nao seria mais pra incluir ninguem, poder nadar mais provas.

    Responder
  2. RAMON SANTOS DE OLIVEIRA
    RAMON SANTOS DE OLIVEIRA says:

    Coach,
    Você sabe as provas que as meninas(Malu e Alexia)estão inscritas?
    Pois as duas nadavam as provas de costas, caso uma das duas consiga o indice nos 100m costas? Como fica?
    Pois o prazo da repescagem dos rev. É até o final de Maio? Certo?
    Se não me engano as duas tem tempo melhor que 1’03”, consideraria o tempo delas?
    Abr.

    Responder
  3. luan
    luan says:

    Bem que a Larissa Oliveira poderia ter outra chance nesse dia 12 de junho pra nadar novamente os 100m livre pra tentar o indice olimpico, visto q ela ficou somente a 1 centesimo dele… libera CBDA rsrsrs

    Responder
    • Flávio Mildemberg
      Flávio Mildemberg says:

      Luan, se a CBDA liberar pra Larissa, terá que liberar para o Brandonn, para o João Gomes, pra menina do 100Peito….se for assim, melhor não adotar seletiva única. Brasil precisa definir critérios e segui-los, chega de “jeitinho”.

      Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *