Faltam 40 semanas para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro 2016. Até lá, uma vez por semana, a Best Swimming vai trazer uma das estrelas que vão brilhar na nossa Olimpíada. Figuras de renome, currículos de conquista e que vão estar no Rio. Para abrir nossa série, a sueca Therese Alshammar. A caminho da sua sexta Olimpíada, a caminho de fazer história.

Therese_Alshammar_1367849c

Quando os Jogos Olímpicos do Rio em 2016 forem abertos, a sueca Malin Therese Alshammar estará com 39 anos de idade. Logo após os Jogos, mais precisamente 20 dias depois ela chega aos 40 anos. Se uma hérnia de disco permitir, a participação olímpica de Alshammar lhe dará igualdade no recorde de seis Olimpíadas com o turco Derya Buyunkucu e o compatriota Lars Froelander.

Em suas cinco Olimpíadas, Therese Alshammar é uma consagrada nadadora de três medalhas olímpicas e seis finais.

Therese e o marido e treinador.

Therese e o marido e treinador.

Filha de mãe olímpica, Brit Marie Smedith esteve nos Jogos de 1972 e foi finalista dos 100 peito. Esposa de olímpico, Johan Wallberg, integrante dos revezamentos 4×100 livre nos Jogos de 1996 e 2000, as duas primeiras de Alshammar. Wallberg, agora, além de marido e pai do pequeno Fred de dois anos, também acumula o cargo de treinador.

Campeã mundial dos 50 livre em Shanghai 2011

Campeã mundial dos 50 livre em Shanghai 2011

Revelada como nadadora de costas, Therese Alshammar sagrou-se campeã sueca absoluta pela primeira vez com 14 anos em 1991. Era o Campeonato Sueco de Piscina Curta e ela venceu os 50 costas. No ano seguinte, ela se sagrava campeã dos 100 costas no Sueco de Piscina Longa. Mesmo ano que chegou a Seleção Sueca Absoluta primeiro no Europeu onde foi quarta colocada nos 100 costas e depois na primeira edição do Mundial de Piscina Curta em Palma de Mallorca na Espanha. Lá, foi medalha de prata no 4×100 livre aos 16 anos de idade.

Therese Alshammar teve uma passagem de destaque na natação universitária americana. Foi nadadora da Universidade de Nebraska. Ainda passou pelo Race Club na Flórida antes de retornar a Suécia. Ainda treinou na Itália, na Austrália. No Brasil, nadou dois Troféu Brasil, um pelo Minas Tênis Clube outro pelo Pinheiros.

TROFÉU MARIA LENK 2007 - NATAÇÃO - ESPORTES 001 - As nadadoras Therese Alshammar(E) e Rebeca Braga Gusmão, no pódio após a vitória na prova dos 50 metros livre feminino - Parque aquático Julio Delamare - Rio de Janeiro - RJ - Brasil 02/05/2007 - Foto: Alexandre Cassiano/ Agência O Globo/Gazeta Press

TROFÉU MARIA LENK 2007 – NATAÇÃO – ESPORTES 001 – As nadadoras Therese Alshammar(E) e Rebeca Braga Gusmão, no pódio após a vitória na prova dos 50 metros livre feminino – Parque aquático Julio Delamare – Rio de Janeiro – RJ – Brasil 02/05/2007 – Foto: Alexandre Cassiano/ Agência O Globo/Gazeta Press

Suas melhores marcas são todas da era dos trajes. De multi recordista nacional em diversas provas só mantém cinco marcas. Eram mais de dez. Todas derrubadas por Sarah Sjoestroem, atualmente a nadadora sueca de maior expressão. Alshammar ainda mantém os 50 livre em piscina longa (23.88) e mais quatro marcas de piscina curta: 50 livre (23.27), 50 borboleta (24.38), 50 costas (26.62) e 100 medley (58.07).

Therese Alshammar e seu último recorde mundial nos 50 borboleta em 2009. 

Katinka Hosszu está a caminho do seu quarto título de Rainha da Copa do Mundo na atual temporada. Fazendo isso, igualará Therese Alshammar, até hoje a maior vencedora da história do torneio.

Tabela dos melhores tempos de Therese Alshammar:

PROVAS TEMPO ANO
50 livre 23.88 2009
100 livre 53.58 2009
50 costas 29.22 2005
50 borboleta 25.07 2009
100 borboleta 57.55 2010

Mesmo com marcas tão fortes, a vaga para a sua sexta Olimpíada não vai ser fácil. Depois de dar a luz a Fred em 2013, Alshammar ainda não pegou o ritmo de competição. Na atual temporada, seu melhor nos 50 livre foi 25.63, quinta no ranking nacional. O índice exigido pela FINA e adotado pelos suecos é de 25.28.

O sistema de seleção permite múltiplas chances. São dois Grand Prixs, um em janeiro outro em abril. No último final de semana de março o Campeonato Aberto da Suécia.

Com o pequeno Fred.

Com o pequeno Fred.

Este mês, Alshammar voltou a competir. Estava afastada desde o Mare Nostrum quando nadou para 25.63. A competição foi um torneio na Suécia, em Upplands Vasby. Venceu a prova dos 50 livre com 24.97 em piscina curta, 15 centésimos a frente da norueguesa Monica Johanssen. Ainda é pouco, mas aos 39 anos de idade a nadadora parece não desistir do sonho da sexta Olimpíada.

Therese Alshammar, a nadadora mais velha a se sagrar campeã mundial da história, 50 livre em Shanghai 2011. 

Em Londres, em 2012, um ano após se tornar na mais velha nadadora campeã mundial (50 livre em Shanghai), Alshammar vivia um grande momento. Um torcicolo lhe tirou do revezamento 4×100 livre, da prova dos 100 livre. Restou apenas os 50 livre, onde nadou para 24.77 nas eliminatórias, 24.71 nas semifinais e ficou em sexto lugar com 24.61.

Therese Alshammar foi a Atleta do Ano pela FINA em 2010.

Seu retrospecto olímpico é o seguinte:
1996 – Atlanta
16o lugar nos 100 costas
10a no 4×100 medley

2000 – Sydney
2o lugar nos 50 livre
2o lugar nos 100 livre
3o lugar no 4×100 livre

2004 – Atenas
4o lugar nos 50 livre
7o lugar no 4×100 livre

2008 – Beijing
14o lugar nos 50 livre
11o lugar no 4×100 livre

2012 – Londres
6o lugar nos 50 livre

Comercial de suplemento com Therese Alshammar na Suécia 

 

Próximo da série:

#2 Laszlo Cseh, Hungria

 

1 responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *