A atual condição da Pandemia no Brasil, e os dois cancelamentos, um em São Miguel do Paripe, na Bahia e outro em São Bernardo do Campo, em São Paulo, fizeram a CBDA mudar por completo a organização da Seletiva Olímpica das Águas Abertas. A prova se faz necessária que seja realizada afim de apontar os dois nadadores que irão representar o Brasil na Seletiva Olímpica da FINA.

A prova internacional está marcada para Fukuoka, no Japão, dia 29 de maio. Lá os nove primeiros colocados, mais um nadador de cada continente e o melhor japonês num total de 15 atletas se juntam aos 10 primeiros já selecionados pelo resultado do Mundial de Gwangju. Obrigatoriamente, o Brasil precisa apontar seus dois atletas até o dia 16 de abril.

Assim, a CBDA após consulta a diversas federações e ao Conselho Técnico das Águas Abertas optou por realizar a prova no dia 20 de março, na Reserva Santa Rita da Lagoa Azul, localizada na cidade de Piraí, no Rio de Janeiro.

Além de optar por uma prova em local privado e com muito mais controle, a CBDA também decidiu realizar a disputa com apenas 13 nadadores, os melhores do ranking nacional e com reais chances de buscar uma vaga olímpica para Tóquio.

Piraí fica a 95 quilômetros de distância do Rio de Janeiro e o circuito a ser montado será de um percurso de 2,5 quilômetros, com quatro voltas para o total de 10k da prova.

Veja imagens do local:


0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *