No primeiro dia da Seletiva Olímpica da Nova Zelândia, Lewis Clareburt bateu  seu próprio recorde nacional dos 400 metros medley quebrando a barreira do 4:10 pela primeira vez. Clareburt já estava classificado para Tóquio, nada a Seletiva em busca de outras vagas e em outras provas. Seu programa é carregado com seis provas individuais e outros quatro revezamentos.

 

 

Os 4:09.87 mostra uma sequência de melhora progressiva e impressionante nos grandes resultados de Clareburt. Ele despontou na conquista da medalha de bronze do Commonwealth Games de 2018 com 4:14.42, sua primeira competição com a Seleção Principal. Um ano depois, no Mundial de Gwangju, seu primeiro mundial, foi bronze novamente agora marcando 4:12.07. Sem competir em 2020 por conta da Pandemia, Clareburt entrou sem compromisso para a Seletiva Olímpica de seu país.

Clareburt mandou 4:09.87 em início mais controlado, mas crescendo bastante nos dois últimos parciais da prova. Veja um comparativo da sua performance do Mundial de Gwangju e da Seletiva Olímpica 2021:

Gwangju 2019
55.83, 2:00.43 (1:04.60) , 3:13.14 (1:12.71), 4:12.07 (58.93)

Auckland 2021
56.57, 2:00.61 (1:04.04), 3:11.96 (1:11.25), 4:09.87 (57.89)

 

Pódio dos 400 medley no Mundial de Gwangju 2019

 

Acompanhe a evolução ano a ano de Lewis Clareburt nos 400 medley, sem dúvida, o nadador que mais evoluiu nesta prova no panorama mundial neste ciclo olímpico:

ANO TEMPO IDADE
2021 4:09.87 22
2020 Não nadou 21
2019 4:12.07 20
2018 4:14.27 19
2017 4:18.78 18
2016 4:25.54 17

 

Ficha técnica

Lewis Clareburt
Nasceu em Tainui, Nova Zelândia, em 4 de julho de 1999, 21 anos
1,87m altura
72kg peso

Clube Capital Swim Club
Treinador Gary Edward Hollywood

Classificado para Tóquio 400 medley
Será sua 1a Olimpíada

Na temporada 2 da ISL representou o NY Breakers

 

 

Quando retornou da conquista da medalha de bronze no Mundial de Gwangju ao local da delegação da Nova Zelândia, Clareburt foi recebido por um Haka executado pelos seus companheiros e comissão técnica.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *