Quatro medalhas, um ouro, uma prata e dois bronzes, Brasil abre de forma bastante positiva a natação dos Jogos Paralímpicos em Tóquio. Nas quatro medalhas, uma delas foi a 25a na carreira paralímpica de Daniel Dias que ficou na terceira colocação dos 200 metros nado livre.

 

Gabriel Bandeira

 

Gabriel Bandeira ganhou a primeira medalha de ouro do Brasil ao vencer a prova dos 100 metros borboleta classe S14. Nadando forte, desde o princípio, Bandeira sabia que tinha de bater o recordista mundial da prova e passou apenas um centésimo a frente dele. No final, foi o único a baixar dos 55 segundos marcando 54.76, novo recorde paralímpico para a prova.

 

Pódio da prata de Gabriel Araújo

A prata também veio de Gabriel, Gabriel Geraldo Araújo nos 100 metros costas classe S2. Com uma saída muito forte, “Gabrielzinho” chegou a estar na frente, mas sabia que o chileno Alberto Albarza era o favorito, atual campeão paralímpico e recordista mundial. No final, o brasileiro ficou com a prata marcando 2:02.47.

 

Daniel Dias

Daniel Dias chegou a sua 25a medalha paralímpica, segundo maior medalhista da história do esporte, ficou em terceiro lugar nos 200 metros nado livre com 2:38.61. O brasileiro era tri campeão paralímpico da prova e a vitória ficou para o italiano Francesco Bocciardo que com 2:26.76 estabeleceu novo recorde de campeonato superando a marca de Daniel Dias que se mantinha desde 2012.

 

Phelipe Rodrigues

 

O outro bronze veio com Phelipe Rodrigues terminando em terceiro lugar nos 50 metros nado livre classe S10 marcando 23.50, 29 centésimos do vencedor da prova, o australiano Rowan Crothers com 23.21. Impedido pelo sistema de classificação, André Brasil pelo menos mantém o recorde paralímpico e mundial com 23.12 que está imbatível desde Londres 2012.

Ao final do primeiro dia da natação paralímpica, a Austrália largou na frente com oito medalhas sendo quatro de ouro ouro. O Brasil aparece em quinto lugar, quatro medalhas, um ouro, uma prata e dois bronzes.

Veja os vencedores de provas e resultados dos brasileiros:

400 livre S9 masculino – William Martin da Austrália 4:10.25 recorde paralímpico
400 livre S9 feminino – Lakeisha Patterson da Austrália 4:36.88
100 costas S1 masculino – Ilyad Shalabi de Israel 2:28.04
5o José Ronaldo da Silva do Brasil 3:03.18
100 costas S2 masculino Alberto Albarza do Chile 2:00.40
2o Gabriel Araújo do Brasil 2:02.47
100 costas S2 feminino – Yip Pin Xiu de Singapura 2:16.61
100 borboleta S14 masculino – Gabriel Bandeira do Brasil 54.76 recorde paralímpico
100 borboleta S14 feminino – Valeriia Shabalina do Comitê Russo 1:03.59 recorde mundial
50 peito SB3 masculino – Roman Zdhanov do Comitê Russo 46.49 recorde mundial
50 peito SB3 feminino – Yelizavetha Mereszhko da Ucrânia 33.11 recorde paralímpico
50 livre S10 masculino – Rowan Crothers da Austrália 23.21
3o Phelipe Rodrigues do Brasil 23.50
50 livre S10 feminino – Anastasiia Gontar do Comitê Russo 27.38
5o Mariana Ribeiro do Brasil 28.58
100 borboleta S13 masculino – Ihar Boki de Belarus 53.80 recorde paralímpico
7o Douglas Matera do Brasil 58.53
100 borboleta S13 feminino – Carlotta Gilli da Itália 1:02.65 recorde paralímpico
6o Maria Carolina Santiago do Brasil 1:07.11
200 livre S5 masculino – Francesco Bocciardo 2:26.76 recorde paralímpico
3o Daniel Dias do Brasil 2:38.61
200 livre S5 feminino – Li Zhang da China 2:46.53
100 livre S8 masculino – Ben Popham da Austrália 57.37

Link para os resultados completos:

https://olympics.com/tokyo-2020/paralympic-games/en/results/swimming/paralympic-schedule-and-results-date=2021-08-25.htm

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *