Um ouro, duas pratas e um bronze, foi o saldo do Brasil no sétimo dia da natação paralímpica em Tóquio. O ouro veio com Maria Carolina Santiago nos 100 metros nado livre classe S12 marcando 59.01 em prova que dominou desde o princípio. É sua segunda medalha de ouro na competição, ela que já havia vencido os 50 livre. Com 59.01 ela chega muito próximo do seu melhor 58.98 feitos na Seletiva Paralímpica.

Gabriel Bandeira chegou a sua quarta medalha com a prata nos 200 medley marcando 2:09.56, sua primeira vez abaixo do 2:10 e estabelecendo novo recorde das Américas. O recorde já era dele 2:10.92 feitos no Campeonato Europeu em junho. O britânico Reece Dunn venceu a prova e quebrou o recorde mundial da prova.

O revezamento 4×100 livre misto 49 pontos para os nadadores com deficiência visual ficou na segunda colocação. Foi a primeira vez que a prova foi disputada nos Jogos Paralímpicos com o Comitê Russo vencendo e estabelecendo o recorde paralímpico com 3:53.79. O Brasil ficou com a prata marcando 3:54.95.

A equipe foi escalada com Wendell Belarmino (58.84), Douglas Matera (55.60), Lucilene Silva (1:01.60) e Maria Carolina Santaigo (58.65). No Mundial de 2019, a Ucrânia que apertou o Brasil hoje e terminou com o bronze foi camepã da prova e manteve o recorde mundial com 3:51.85.

Mariana Gesteira Ribeiro foi o bronze do dia, ficou em terceiro lugar nos 100 metros nado livre S9 marcando 1:03.39.

Com as quatro medalhas conquistadas hoje, o Brasil chega a 17 medalhas na competição estando a apenas duas de igual o recorde da natação paralímpica estabelecido em Beijing 2008 e repetido no Rio 2016. Faltam dois dias de competição.

Vencedores do sétimo dia e brasileiros:
400 livre S8 masculino – Andrei Nikolaev do Comitê Russo 4:25.16
6o Caio Amorim do Brasil 4:35.16
400 livre S8 feminino – Morgan Stickney dos Estados Unidos 4:42.39
100 livre S12 masculino – Raman Salei do Azerbaijão 52.69
100 livre S12 feminino – Maria Carolina Santiago do Brasil 59.01
6o Lucielene da Silva Sousa do Brasil 1:02.42
200 medley S14 masculino – Reece Dunn da Grã-Bretanha 2:08.02 recorde mundial
2o Gabriel Bandeira do Brasil 2:09.56 recorde das Américas
200 medley S14 feminino – Valeriia Shabalina do Comitê Russo 2:20.99
50 peito SB2 masculino – Armulfo Castorena do México 59.25
50 peito SB3 feminino – Maria Fernandez Infante da Espanha 58.21
4o Patricia Pereira dos Santos do Brasil 1:01.82
50 livre S7 masculino – Andrii Trusov da Ucrânia 27.43
100 livre S7 feminino – Giulia Terzi da Itália 1:09.21 recorde paralímpico
100 borboleta S10 masculino – Maksym Krypak da Ucrânia 54.15 recorde mundial
100 borboleta S10 feminino – Mikaela Jenkins dos Estados Unidos 1:07.52
100 borboleta S9 feminino – Sophie Pascoe da Nova Zelândia 1:02.37
3o Mariana Gesteira Ribeiro do Brasil 1:03.39
Revezamento 4×100 livre 49 pontos – Comitê Russo 3:53.79 recorde paralímpico
2o Brasil 3:54.95
Wendell Belarmino 58.84
Douglas Matera 55.60
Lucilene da Silva 1:01.86
Maria Carolina Santiago 58.65

Link para os resultados completos:
https://olympics.com/tokyo-2020/paralympic-games/en/results/swimming/paralympic-schedule-and-results-date=2021-08-31.htm

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *