Em nadadores de altíssima performance as trocas de treinadores são menos frequentes. Acontecem, é verdade, mas são muito mais difíceis de acontecerem. Esta mudança de técnico de Katie Ledecky de Greg Meehan para Anthony Nesty é grande, gigante. Se contextualizarmos, a última grande troca de treinador de atletas de primeira linha nos Estados Unidos talvez tenha sido a mudança de Ryan Lochte saindo da Flórida e de uma relação de 11 anos com Gregg Troy para treinar com David Marsh. A troca não deu certo, e Lochte voltou mais tarde.

A nível internacional, uma das trocas mais comentadas da natação mundial foi o fim da relação de Ian Thorpe com seu treinador de formação na Austrália, Doug Frost. Era o ano de 2002 e Thorpe era o melhor nadador do mundo e, mesmo com grandes resultados, optou por ir treinar com Tracie Menzies, que na época era auxiliar de Frost.

Outra troca de treinador internacional bem controversa foi o fim da relação de Laure Manaudou com Phelippe Lucas na França e mais recentemente Kristof Milak que deixou o técnico Atila Selmecci.

Mesmo com todos estes comparativos, Katie Ledecky representa números e resultados ainda mais expressivos. Veja o retrospecto:

* São 10 medalhas olímpicas, 7 ouros e 3 pratas
* 18 medalhas de Mundiais, 15 ouros e 3 pratas
* 10 medalhas de Pan Pacífico, 8 ouros, 1 prata, 1 bronze
* Total de 38 medalhas, 30 ouros, 7 pratas, 1 bronze
* 14 recordes mundiais batidos na carreira
* Detém os recordes mundiais dos 400, 800 e 1500 livre em piscina longa
* Detém os recordes americanos de 400, 800 e 1500 livre em piscina longa, 500, 1000 e 1650 livre em piscina de jardas
* 3 recordes mundiais em vigor
* Tem 8 das 10 melhores marcas do mundo nos 400 livre
* Tem 23 das 23 melhores marcas do mundo nos 800 livre
* Tem 12 das 12 melhores marcas do mundo nos 1500 livre

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *