O Diário das Seletivas entra a noite com os detalhes, destaques e resultados das Seletivas Olímpicas pelo mundo. Antes disso, apresentamos a grande história deste domingo de Páscoa. A japonesa Rikako Ikee venceu os 100 metros borboleta na Seletiva Olímpica de seu país marcando 57.77. O tempo não foi o exigido pela Federação Japonesa para a prova individual (57.10), mas abaixo do índice para o revezamento 4×100 medley (57.92) que é o índice A exigido pela FINA.

 

. (Kyodo News via AP)

 

Aos 20 anos de idade, Ikee sai de um drama de ser diagnosticada com câncer em fevereiro de 2019, ficar mais de 400 dias fora da piscina e conquistar uma vaga histórica. Veja abaixo o timeline desta história que vai ser uma das mais destacadas deste Olimpíada:

 

2000 – Nasceu em Tóquio, no dia 4 de julho, aquela que se tornaria uma das maiores nadadoras da história do Japão.

2016 – Com 16 anos recém completados, Rikako Ikee é a mais jovem nadadora do Japão na Olimpíada do Rio, e a atleta com mais provas a nadar na competição, quatro provas individuais e três revezamentos. Melhor resultado veio com um sexto lugar nos 100 borboleta.

2018 – Rikako Ikee se torna na maior medalhista da história dos Jogos da Ásia vencendo oito medalhas, seis ouros em Jacarta, na Indonésia.

2018 – Em dezembro, Rikako Ikee depois de anunciar que não iria ao Mundial de Piscina Curta em Hangzhou para se dedicar na preparação para o Mundial de Gwangju, faz um training camp de três semanas com sua equipe na Austrália. Foi neste training camp que ela começa a se sentir mal, tonturas e fraqueza. Retorna para o Japão para um melhor diagnóstico.

2019 – Em 12 de fevereiro, a própria Rikako Ikee utiliza suas redes sociais para anunciar que está com leucemia e inicia tratamento para sua recuperação.

2020 – Dia 17 de março de 2020, 406 dias depois Rikako Ikee faz uma emocionante volta as piscinas, um treino bem leve retomando sua atividade física.

2020 – Dia 23 de agosto de 2020, Rikako Ikee faz um emocionante depoimento ao mundo marcando a cerimônia de 1 ano para a disputa dos Jogos Olímpicos de Tóquio.

2020 – Dias depois desta cerimônia, Rikako Ikee faz sua primeira competição, nada 50 metros nado livre para 26.32 um tanto distante do seu melhor, recorde japonês de 24.21, mas o suficiente para lhe reanimar e motivar na sua recuperação.

2020 – No mês de outubro, Ikee nada sua segunda competição marca 25.62 nos 50 livre e se classifica para a Seletiva Olímpica do Japão. Depois ela ainda conseguiria os índices dos 100 livre e 100 borboleta.

2021 – Em março, Ikee nada os 100 borboleta num torneio, quebra pela primeira vez a barreira do minuto na prova marcando 59.44.

2021 – 4 de abril de 2021, Rikako Ikee marca 57.77 vence a Seletiva Olímpica do Japão e garante sua classificação para os Jogos Olímpicos de Tóquio.

1 responder
  1. Romeu
    Romeu says:

    Me emocionei muito. Superação total, seria uma candidata ao ouro se n tivesse que ter vencido um câncer. Por n terem brasileiras na prova, terá minha torcida.

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *