Começou a maior seletiva de natação do mundo. O USA Olympic Trials cheio de protocolos e controles, público limitado, mas na mesma piscina, o CHI Health Center em Omaha, Nebraska, recebendo pela quarta vez consecutiva a Seletiva Olímpica da natação dos Estados Unidos.

No primeiro dia, tivemos surpresas, zebras e uma grande controvérsia. Michael Andrew foi o show do dia, 58.19 nos 100 peito nas eliminatórias e 58.14 na semifinal, dois recordes americanos para o novo terceiro melhor nadador da historia da prova. No parcial da final, 26.83 é novo recorde do US Open para os 50 peito.

O recorde americano anterior era de Kevin Cordes com 58.64 desde o Mundial de Budapeste em 2017.

Ainda tivemos outro recorde americano e foi na semifinal dos 100 borboleta com Torri Huske 55.78 depois de passar com 25.96 no parcial, abaixo do parcial do recorde mundial. O recorde americano era de Dana Vollmer com 55.98 desde os Jogos Olímpicos de Londres em 2012. A marca de Huske é o terceiro melhor tempo da história.

A grande controvérsia do dia está nos 400 livre. Apenas o primeiro colocado Kieran Smith com 3:44.86 nadou abaixo do índice A da FINA 3:46.78. Isso abre uma discussão para saber se Zane Grothe, o único americano a nadar na marca A pode ser chamado ao ter terminado em 11o lugar na Seletiva ou os americanos ficarão sem um segundo nadador na prova. Outra possibilidade seria incluir uma chance para tempo no TYR Pro Swim Series em duas semanas em Mission Viejo.

Entre os classificados da etapa inaugural da Seletiva:
Chase Kalisz e Jay Litherland nos 400 medley masculino, repetindo Rio 2016
Kieran Smith nos 400 livre masculino, estreando na Olimpíada
Emma Weyant vai estrear na Olimpíada nos 400 medley e Hali Flickinger vai para sua segunda Olimpíada

As decepcções do dia:
* Zane Grothe em 11o e Townley Haas em 12o nos 400 livre, toda a final dos 400 não estavam na final da Seletiva de 2016
* Melanie Margalis fora da Olimpíada nos 400 medley, terminou em terceiro na prova.
* Medalha de bronze nos 100 peito no Rio 2016, Cody Miller ficou de fora da final, terminou em 11o lugar com 1:00.66. A final era 1:00.36.

Resultados do primeiro dia:
400 metros medley masculino
1o Chase Kalisz 4:09.09 classificado
2o Jay Litherland 4:10.33 classificado
3o Carson Foster 4:10.86

Semifinal 100 metros borboleta feminino
Melhor tempo para Torri Huske 55.78 recorde americano, 8o tempo para a final Ali GTtzloff 58.21

400 metros nado livre masculino
1o Kieran Smith 3:44.86 classificado
2o Jake Mitchell 3:48.17
3o Ross Dant 3:48.30

400 metros medley feminino
1o Emma Weyant 4:33.81 classificada
2o Hali Flickinger 4:33.96 classificada
3o Melanie Margalis 4:34.08

Semifinal 100 metros peito masculino
Melhor tempo Michael Andrew 58.14 novo recorde americano depois de 58.19 nas eliminatórias

 

Olympic Trials Omaha Stock (photo: Jack Spitser)

Link para os resultados completos:
https://www.omegatiming.com/2021/us-olympic-team-trials-wave-ii-live-results

2 respostas
  1. Hendrix
    Hendrix says:

    Romeu, natacao nao eh uma ciencia tao exata assim. Se Andrew evoluiu, nao significa que os adversarios ficarao estagnados, ou mesmo que ele repetira esse tempo em Tokyo. Se resultados fossem apenas baseados em balizamentos, nao seriam necessarias as provas.

    Responder
  2. Romeu
    Romeu says:

    Tempo do Andrew dá um gás absurdo no 4 x 100 md masculino contra a Grã-Bretanha, o Adam Peaty n vai conseguir fazer mais tanta diferença qto fez no mundial de 2019.

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *